Confiança, a arte de administrar (texto de Colaborador)









Eu sou supervisor de uma empresa de segurança, dentre as várias funções, uma delas é cuidar dos equipamentos, como câmeras, sensores, etc. Outra função é gerenciar a equipe operacional, técnicos, atendentes, etc. Eu como gestor tenho que confiar nos meus funcionários, caso contrário, não poderia ter uma empresa.

Confiança no trabalho, qualificação técnica, e confiabilidade com o cliente, afinal, o cliente está deixando um 'desconhecido' entrar na casa dele. Sendo assim, até que se prove o contrário, todos são CONFIÁVEIS.

Para a contratação de um funcionário, eu tenho algumas precauções, uma delas é um histórico dos antecedentes criminais, obviamente se ele ter algum problema com a justiça, ele está descartado. Eu tenho consciência de que a OCASIÃO GERA O LADRÃO, sendo assim, todo material entregado ao técnico é recolhido uma assinatura, logo, terminado o serviço, eu verifico com a equipe de vendas se foi realmente instalado todo o equipamento, caso algum material não tenha sido instalado, eu peço para o técnico e dou baixa no sistema.

O estoque é controlado, com uma planilha dos equipamentos, tudo que sai é anotado e tudo que entra também, a chave de acesso fica somente comigo e uma reserva com o administrativo, para caso de urgência. Mesmo com todos os cuidados, as pessoas de má índole vão aproveitar-se de alguma falha para roubar, este é um risco, porém, eu que tenho honra, caráter e fui bem educado, ao ver uma falha vou comunicar o meu gerente, e jamais roubar.

Mas isto, é uma visão minha e educação minha. A breve explicação administrativa foi para entrar no assunto foco, RELACIONAMENTO. Hoje em dia é comum grande parte dos homens não confiarem nas mulheres, isso pela visão critica em torno de relacionamentos passados ou atitudes previstas, conforme a mídia está ensinando. O ditado então é ao contrário - Todas são promíscuas até que se prove o contrário. Como na empresa, é impossível você ter um relacionamento se não confiar, e uma das consequências é absolutamente previsível, você pode ser traído, e essa é a grande insegurança masculina.

Contudo, quando se trata de homem e mulher - relacionamento - as coisas mudam um pouco, mas a base É A MESMA! Uma mulher de boa índole, dificilmente vai trair você, é mais fácil ela terminar o namoro. Sim, da mesma maneira, a ocasião gera o ladrão, se ela é baladeira, tem amigas promíscuas, as chances dela tornar-se assim são grandes, mas nada impede que o caráter dela fale mais alto e se afaste desse tipo de situação, que não é adequada para um relacionamento.

A grande questão é, como você vê o mundo? Proibi-la de ter amigos, de ir a festas, de andar com um fio dental na praia não vai poupa-lo da traição se ela for de má índole. Mas Paulo, quer dizer então que na sua opinião a mulher deve ser 'livre, leve e solta'? De maneira alguma, muito pelo contrário, como dito, eu falei PROIBIR, mas é óbvio que você deve ficar atento as atitudes e demonstrações dela. Os argumentos feministas são óbvios, elas sempre dizem que o corpo é delas, e o resto vocês já sabem, porém, entendam que em um relacionamento as coisas são diferentes.

Aprendi muito com a vida e tenho orgulho disso. Hoje, na minha visão, se eu for traído, se o meu relacionamento não der certo, a culpa é minha. Oras, é simples! Se eu contratei um funcionário e ele roubou a empresa, a culpa vai ser minha. Concordo que não tem como ADIVINHAR, por isso a experiencia conta muito, e são verificados antecedentes criminais, etc. Você é tolo se entrar em um relacionamento com uma mulher que tenha fotos semi nuas na internet, exibida demais, você é tolo se entrar em um relacionamento com uma mulher que sai de quinta a domingo e todos os dias volta para casa bêbada. Você é todo de entrar em um relacionamento com uma mulher que teve vários parceiros sexuais, e você sabe disso porque seus amigos já ficaram com ela.

Eu vou reforçar mais uma vez, você não deve e nem vai aceitar tudo que a mulher fizer. Concentre-se ao que vê, e não ao que ela fala.

- A insegurança fez o homem perder a mulher ideal, por achar que ela era como todas as outras.

Paulo Ricardo Mrozinski

2 comentários :

  1. Olá colega-san, tudo bem?
    Como eu poderia escrever também?
    Paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://verdadesinconvenientesblog.blogspot.com.br/p/contato.html

      Excluir